Imagem: Fiscalía Paraguay

RONALDINHO GAÚCHO E O SEU IRMÃO ASSIS FORAM DETIDOS PELA POLÍCIA DO PARAGUAI NA NOITE DE HOJE (4) SOB A ACUSAÇÃO DE PORTAREM PASSAPORTES FALSOS

Por: Redação

O ex-jogador Ronaldinho Gaúcho foi detido na noite desta quarta-feira por entrar no Paraguai com um passaporte falso. Segundo o comunicado do Ministério do Interior do governo paraguaio, a polícia do país encontrou dois passaportes falsos na suíte onde Ronaldinho e seu irmão, Assis, estavam hospedados. As autoridades receberam a denúncia ainda no aeroporto, mas preferiram não agir em virtude da repercussão sobre a chegada de Ronaldinho. Inúmeras pessoas foram ao local para receber o ex-jogador. Até o momento, a polícia paraguaia prendeu o brasileiro Wilmondes Sousa Lira, sob a acusação de fornecer os passaportes falsos em nome de Ronaldinho e Assis. O ex-jogador e o irmão receberam os policiais na suíte em que se encontram e colaboraram para as investigações, segundo o documento acessado pela reportagem Por acordo do Mercosul, não há a necessidade de apresentar passaporte brasileiro para entrar no Paraguai. Este é, portanto, um dos pontos da investigação das autoridades paraguaias. De acordo com Gilberto Fleitas, diretor de investigação da polícia ouvido pelo UOL Esporte, Ronaldinho e Assis saíram do Brasil apresentando documentos brasileiros, mas entraram no Paraguai com o passaporte de nacionalidade paraguaia.


Imagem: Fiscalía Paraguay
O craque de Barcelona e seleção e o irmão se encontram no quarto do hotel e vão depor amanhã às 8h (hora de Assunção).  Em 2018, o craque teve seu passaporte confiscado pela justiça brasileira por conta de uma multa ambiental, que ultrapassava o valor de R$2,5 milhões.

Após ser detido, Ronaldinho foi depôr em uma delegacia de Assunção. O ex-jogador do Barcelona e da Seleção Brasileira, viajou para o país com o intuito de realizar algumas ações publicitárias.

Fontes: UOL Esportes e Tupi FM

Deixe seu Comentário